sexta-feira, julho 12, 2024
Destaques da SemanaNotícias

Sindsef busca novas articulações para debater situação dos ex-sucanzeiros intoxicados por DDT

 Postado 23/11/2023 11H21

O Sindsef/RO e a Condsef permanecem na luta para sensibilizar as autoridades para o índice alarmante de mortes prematuras e de adoecimento grave dos servidores da extinta Sucam, conhecimentos popularmente com sucanzeiros, comprovadamente contaminados por Dicloro-Difenil-Tricloroetano (DDT) e outros inseticidas no exercício das atividades de combate às endemias da malária, dengue e outros vetores.


Cumprindo agenda em Brasília, o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Federais no Estado de Rondônia (Sindsef/RO), Almir José, o diretor da Secretaria de Saúde do Sindsef/RO, José Geltrude Valério, o Coordenador Nacional dos Intoxicados – CNI, Abson Praxedes, o diretor-geral da Condsef/Fenadsef, Sérgio Ronaldo e uma comitiva de servidores participaram na quarta-feira (22/11), de reunião com a assessoria parlamentar do senador Randolfe Rodrigues (Rede/AP), líder do governo no Congresso Nacional, para solicitar apoio para articulação de uma agenda com a Ministra da Saúde, Nísia Trindade Lima.


A agenda com a ministra da saúde, tem como objetivo expor a situação dos servidores intoxicados e iniciar diálogo na tentativa de encontrar solução mais célere para o atendimento de saúde dos ex-sucanzeiros, disse Almir José.  “A situação dos servidores é preocupante. Muitos servidores encontram-se acamados e sem condições de arcar com os elevados custos para tratamentos médicos. Nossa principal preocupação é no mínimo garantir um atendimento médico para esses servidores que dedicaram a vida em prol do bem estar da sociedade”, destacou o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Federais no Estado de Rondônia – Sindsef/RO, Almir José 


Por iniciativa e proposta do Sindsef/RO e autoria do ex-deputado federal, Mauro Nazif, a PEC 101/ 2019 tramita na Câmara dos Deputados e busca o direito à assistência médica aos servidores da extinta Sucam, intoxicados por DDT. No entanto, desde outubro de 2021, após aprovação da PEC na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, a proposta está parada aguardando a instalação da Comissão Especial para seguir a tramitação até a votação pelo plenário.

Diversas reuniões foram diversas solicitações foram feitas pelas entidades sindicais ao presidente da Câmara, Arthur Lira, porém, segue até o momento sem previsão para a instalação da Comissão Especial. 

A PEC 101/19 trata da concessão de plano de saúde aos servidores da extinta Superintendência de Campanhas de Saúde Pública (Sucam), contaminados por Dicloro-Difenil-Tricloroetano (DDT) e outros inseticidas no exercício das atividades profissionais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *